24 de novembro de 2011

PINTURA SURREALISTA

O Enígma / 1929 - S.Dali

- Tais Luso de Carvalho

Terminada a guerra em 1918, o dadaísmo evoluiu, em Paris, para o Surrealismo. Perdia o seu caráter anárquico e destruidor. Em 1924 o poeta André Breton - adepto e experimentador dos métodos psicanalíticos de Freud - publicou em Paris o primeiro manifesto do novo movimento artístico. Este propunha aos artistas e escritores a manifestarem seus pensamentos de uma maneira livre, espontânea e irracional; que deixassem as manifestações do subconsciente aflorarem, sem qualquer interferência de reflexão intelectual, por mais absurdas e ilógicas que pudessem ser. O subconsciente é o marco do surrealismo.

O movimento tinha como objetivo superar as limitações da vida consciente, que se constituíam de preconceitos filosóficos e políticos, crenças religiosas, legítimas inibições da personalidade, impostas pela educação e cultura. Refugiando-se em si mesmo, graças aos sonhos e ao maravilhoso, o homem poderia viver na mais completa liberdade. Então, as associações, o estudo psicanalítico do inconsciente e do sonho deviam permitir  a expressão do irracional, do intocável.

O movimento estendeu-se, então, de 1918 a 1939. Muitos surrealistas aderiram ao Partido Comunista e isso trouxe divergências internas ao grupo francês, mais numeroso e atuante. Esse movimento estendeu-se não só à literatura, mas às artes plásticas, cinema, teatro.

'No meu modo de entender nada existe de inadmissível. O irreal é tão verdadeiro como o real. O sonho e a realidade são vasos comunicantes', disse Breton.

Na difusão de suas idéias, os surrealistas também eram agressivos tanto quanto os dadaístas e os futuristas. Lançavam publicações e faziam reuniões e quase sempre eram recebidas com violentas reações do público.

Salvador Dali: 'como querem que os demais compreendam os meus quadros se eu mesmo, que os faço, não os compreendo. O fato de eu mesmo, no momento de pintar não os compreender, não quer dizer que não possuam nenhum significado. Ao contrário, o significado deles é de tal maneira profundo, complexo, incoerente, involuntário, que escapa à análise da intuição lógica...'
  
Duas espécies de surrealismo despontaram na pintura: o Figurativo e o Abstrato.

Uma das imagens duplas mais surpreendentes de Dalí - O grande paranóico - foi pintada depois de uma discussão do artista com um colega, José Maria Sert, sobre o trabalho do famoso pintor milanês do século 16, Giuseppe Arcimboldi, famoso por seus retratos cujos temas eram compostos totalmente de objetos relacionados - frutas, por ex. ou armas.

No mesmo estilo, Dali pinta uma cena turbulenta em que homens e mulheres assumem atitudes de tristeza ou desânimo. A dupla imagem se repete, com variações, ao fundo - esquerda. À direita, contrastando, um grupo de figuras exaustas parece tentar arrastar um barco sobre a areia, talvez representando um dos delírios que se passa na mente de um grande paranóico.


O Grande Paranóico / Dali - 1936
 A pintura surrealista nasceu de três correntes distintas:

Arte Visionária - na qual se destacam Paollo Ucello, pintor italiano que procurou libertar a pintura da imitação da natureza conferindo à realidade um sentido irracional.
Jerônimo Bosch que, com seu sentido fantasmagórico, desenvolve um período exaustivo herdado das excentricidades medievais ao abordar os dragões, demônios, pássaros maiores que homens, ratazanas etc.

Arte Primitiva - os artistas se encantam com o mundo paradisíaco oferecido pela Oceania. As máscaras de cascos de tartaruga, as esculturas de fetos arbóreos, os tambores megalíticos da ilha da Páscoa.

Arte Psicopatológica - procura explorar o inconsciente freudiano ao aceitar o humor como máscara do desespero do homem.

Alguns surrealistas: 

Joan Miró, Yves Tanguy, Hans Arp, Picabia, Max Ernst, Frida Khalo, Victor Bruner, De Chirico, Francis Paul Klee, Magritte, Dalí e muitos outros. Por sua destruição das imagens da realidade, Picasso foi saudado pelos surrealistas como um dos seus.


 Magritte

The Jungle / Edward Burra - 1931


Ocean Sprout / Vladimir Kush



Criança Geopolítica
Assistindo ao nascimento do Novo Homem - Dali 1943

Picabia

VER SURREALISMO  CLIQUE AQUI: