21 de setembro de 2008

O ARTISTA DAMIEN HIRST


Bezerro de ouro, no formol / Hirst


- Tais Luso de Carvalho 

Damien Hirst é um artista inglês, o mais importante do Reino Unido, da atualidade. Sua ascensão ocorreu especialmente nos anos 90, dedicando-se aos temas como vida, amor, verdade, imortalidade, religião e morte. É o artista vivo mais cotado no mercado internacional. Sua obra intitulada ‘Pelo amor de Deus’, um crânio humano envolto em camada de platina e com mais de oito mil diamantes foi vendido - em 2007 - por nada menos do que cem milhões de dólares a um grupo de investidores.


O artista causou ‘frisson’ ao abandonar o tradicional método de vender as obras por intermédio de agentes e galerias, optando por levar seus trabalhos diretamente para a casa de leilões Sotheby’s. Arrecadou 125 milhões de dólares na última segunda-feira. Em 1993, um evento semelhante, com as obras de Picasso arrecadou 20 milhões de dólares. O ‘Bezerro de Ouro’, de Hirst, alcançou, agora, 16, 5 milhões de dólares.


Provocante, Hirst convida o público a refletir sobre estes temas diante de uma carcaça de touro crivada de flechas, telas a óleo recriando cirurgias de parto, tubarões preservados em formol, esqueleto infantil, feito de prata e dentro de uma incubadora (perturbador de se ver), animais com cabeça decepada, dentro de um tanque de formol, e por aí afora...


Nascido em 1965 em Bristol, ganhou fama internacional com a série ‘Natural History’, que consistia na exibição de animais mortos, conservados em formol, criando imagens que causam desconforto e questionam o sentido da vida. Conhecidos, também, e apreciados, são seus ‘spot paintings’, círculos coloridos.


Participou de numerosas exposições da arte contemporânea, vindo desde os anos 90 até hoje. Mas a morte é o centro das atenções de Damien Hirst. Atualmente vive e trabalha em Londres e Devon.


Suas obras são consideradas ‘arte mórbida’, porém tem seus admiradores e colecionadores... Seu patrimônio é estimado em 1 bilhão de dólares.


Caso alguém queira ver as obras de Damien Hirst, é só colocar seu nome no google e clicar em imagens. Não quis postar aqui as obras mais impactantes, como os animais sem cabeça, o touro morto cravado de flechas - com o olhar semi-aberto - e o esqueleto da criança numa incubadora... como outras obras mais fortes.