29 de março de 2013

FRANCISCO BRENNAND


     -  Tais Luso de Carvalho

Francisco de Paula Coimbra de Almeida Brennand nasceu em junho de 1927, na cidade do Recife – Brasil. Ceramista, escultor, desenhista, pintor e gravador.

Em novembro de 1971, o artista começou a reconstruir a velha fábrica de cerâmica São João da Várzea, fundada pelo seu pai em 1917. Inicia a restauração do conjunto e o transforma em um grande atelier, com áreas fechadas para exposição e também em áreas em que as obras ficam expostas a céu aberto.

Hoje, após mais de 34 anos de trabalho intenso e obsessivo, confrontamo-nos com esse complexo escultórico, cujo significado dá relevo a um sentido da arte mitológica e religiosa sonhado por Francisco Brennand.

Em sua obra, Brennand conta que existem várias mulheres da mitologia greco-romana, sobretudo latina, permeadas por outras figuras femininas que o atraíram por serem mulheres desafortunadas. Esse infortúnio parece que acompanha a história da mulher, principalmente como um centro de gravidade de um universo passional.

Brennand fez sem grande esforço uma coleção de esculturas onde várias delas são mulheres muito infelizes, angustiadas, quase histéricas, usando grandes cabelos negros e cujas cabeças são lançadas para trás, ressaltando as gargantas inchadas e salientes, o que lhes dava a aparência de pescoços mutilados.

Antes de qualquer obra há um esboço de desenho e qualquer de seus trabalhos são contínuos e obsessivos.

'Quando pinto, sou um artista ocidental. Quando faço cerâmica minha pátria é um abismo pelo qual vou resvalando sem saber o que encontrarei no fundo'.

Em suas pinturas vinham sempre pensamentos cartesianos, planejamentos estruturados, intenções précias sobre a composição, a geometria e, finalmente a matéria que só o pincel isolado pode criar e isso tudo sem a definitiva ajuda mágica do fogo.

Desde a juventude Brennand foi atraído tanto pela pintura como pela literatura. Portanto livros de Dostoievski e de Emily Brontë tiveram sobre sua formação de artista o mesmo peso da descoberta dos mestres da pintura como Gauguin, Cézanne ou Van Gogh. E, estando na Europa essas influências foram multiplicadas por dez. Nenhum jovem estudante de pintura poderia escapar da influência de Pablo Picasso. Entre 1940 e 1950 estudou em paris e Barcelona.

Brennand conquistou o prêmio de melhor documentário da Mostra Internacional de São Paulo de 2012 e o troféu de melhor filme Nacional da Abraccine (Associação Brasileira de Críticos de Cinema).
Aos 85 anos conceituado escultor e pintor pernambucano, instalou numa olaria herdada de seu pai, mais do que um santuário de criação, um parque temático, rodeado por belas e curiosas esculturas gigantes.



Pinturas
Oficina - atelier Brennand
Sofrimento 


Salão de esculturas

            
                        
Veja os vídeos da história da oficina Brennand (até o final)

---
Entrevista de Brennand ao Jornal do Comércio - agosto 2008. 
Caderno de Arte ZH março 2013
História da Arte / Graça Proença
Site oficial Brennand

17 comentários:

  1. Gracias por enriquecernos con ese saber tan especial, de ese escultor y pintor que no conocía.

    Hermoso trabajo amiga, un abrazo y felicitaciones.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Soledad, obrigada por sua presença.
      Coloquei um vídeo que mostra a história completa, desde a fundação do atelier de Brennand.

      Um abraço e boa Pásboa!

      Excluir
  2. Além da oficina, vale a pena visitar o Instituto Ricardo Brennand pertinho do campus da UFPE. Um pedacinho da Europa no Recife!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Flávia, sem dúvida o Instituto Ricardo Brennand é maravilhoso. Apenas não o coloquei nessa postagem para não desviar do foco da oficina e das obras de Francisco Brennand. Mas está na GUIA DOS MUSEUS, acima, no começo do blog.

      Mas, recomendo aos meus leitores uma visita, real ou virtual - estão aqui os endereços e vídeos. Perto da oficina de Francisco Brennand.

      http://youtu.be/_cid8m7_b6Q
      http://youtu.be/9dYTCj0SoG0

      Beijo pra você, volte sempre.

      Excluir
  3. Como sempre minha amiga mais um excelente post. Não conhecia este artista, obrigado pela partilha.
    Que a Páscoa seja o renascer de amor, sáude, paz e harmonia. Uma Páscoa muito feliz.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querida Maria!
      Uma feliz Páscoa pra você, também.
      Bjosbjos!

      Excluir
  4. Olá Taís,
    excelente matéria!
    A obra excepcional e a grandiosidade do atelier/museu encantam a quem gosta de arte. Que expressividade, que esmero na realização das obras!
    Valeu!
    Um grande abraço de todos do atelier, Loyde, sua fã, manda um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Antonio, estava pra fazer essa matéria há tempo. Bota amor à arte; e como você diz, é grandioso, é lindo. E bem pertinho há o Instituto-Museu Ricardo Brennand. Deixei o link no comentário da Flávia.

      Abraços e beijos a minha querida fã!rs

      Excluir
  5. Olá, querida Tais!
    Estive nesse "santuário de Brennand" no ano de 2007 !Fiquei maravilhada!
    Tivemos a felicidade de encontrá-lo na Oficina e simpaticamente ele nos concedeu uma foto.
    É bem isso que a gente sente, há tanta energia do artista através das maravilhosas obras que a intensidade está em todos os lugares para receber os visitantes.
    Belo trabalho, Tais!!Parabéns!
    Beijos, Vilma

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que privilégio poder estar nesse 'santuário', Vilma! E a história é ótima, das ruínas fez tudo isso. Ficará para sempre, não tenho dúvidas. Adoro suas obras, têm força!

      Um beijão, amiga, obrigada pela sua presença e seu depoimento.

      Excluir
  6. Olá Tais!
    Que obra maravilhosa a de Francisco Brennand! Um ARTISTA multifacetado! Além do ler o seu texto, vi o video. Como a Vilma disse é um verdadeiro santuário esse lugar. Ter o prazer de falar com Brennand e ouvir as suas explicações é um privilégio. Obrigada amiga pela partilha. Hoje fiquei mais rica...culturalmente falando.
    Um grande abraço de Portugal.
    M. Emília

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida! Você sempre gentil. Realmente é grandioso e que capricho, não? Além desa oficina-museu, Brennand tem obras espalhadas por vários lugares.
      Mas a família é rica em artes, dê uma olhada nesse Museu de 'Ricardo' Brennand, pertinho de Francisco Brennand. Tudo da família. É lindíssimo.

      http://youtu.be/_cid8m7_b6Q
      http://youtu.be/9dYTCj0SoG0

      Beijossss!

      Excluir
    2. Anônimo07:31

      que lindas as obras dele

      Excluir
  7. Daqui...levo sempre mais conhecimento! O vídeo é um complemento excelente do teu texto.
    Um artista, na verdade, desconhecido para mim...Que bom ter acesso ao teu blog que funciona como um mostruário de tanta arte espalhado pelo mundo e pelo tempo.
    Mil beijos e Obrigada.
    Graça

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, querida Graça, muito obrigada pela sua presença. Meu propósito é apenas um: aproximar um pouco mais a arte de nós, na alegria de suas cores, nas suas manifestações, enfim, ao que ela se propõe.
      Grato pelas suas palavras e reconhecimento.

      Meu carinho pra você, amiga.

      Excluir
  8. Anônimo18:00

    Nossa adorei o seu blog , me ajudou demais no meu trabalho de Edução Artistica , tudo o que precisava esta aqui !
    Beijo , um Ótimo Domingo !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, pra você também um ótimo final de domingo. Pena não ter deixado seu nome, fica para a próxima, ok?
      Abraços!

      Excluir

COMENTÁRIOS ANÔNIMOS NÃO SÃO POSTADOS NESTE BLOG,